Médicos e Redes Sociais: conheça as boas práticas digitais

Por
Médicos e Redes Sociais: conheça as boas práticas digitais

As redes sociais, sem dúvida, são ótimas ferramentas para muitos profissionais, independente do ramo de atuação. Para a classe médica não é diferente. A praticidade que há ao se relacionar, em tempo real, com pacientes e futuros pacientes é algo que, hoje, faz muita diferença. No entanto, fazer um bom uso das ferramentas digitais requer alguns cuidados.

Manter-se em contato com o público via redes sociais e, ao mesmo tempo, preservar a intimidade são os desafios do bom médico. Há quem prefira separar as coisas a fim de limitar o acesso à vida particular compartilhada nas redes a apenas quem faz parte dela. Estes optam por criar um perfil específico para fins profissionais. Por outro lado, há quem prefira ter um único canal, em que assuntos de foro íntimo e público ocupam um mesmo espaço. Quem assim prefere, precisa ter um controle maior sobre o que é compartilhado, de modo que não interfira, de alguma maneira, em sua conduta médica.

Hoje, falaremos sobre práticas que devem ser consideradas nos dias atuais, uma vez que vivemos 24 horas conectados e estamos sujeitos a receber todo tipo de julgamento. Todo cuidado é pouco. Tais práticas o orientarão a usar as redes ao seu favor, sem comprometer a sua privacidade, tampouco a sua imagem no mercado.

Conheça as regras do Código de Ética Médica

Isso é fundamental. Faça valer o compromisso feito com a carreira que você escolheu. As regras foram feitas para serem seguidas e qualquer passo fora do ritmo é inadmissível, condenável.

Consultas online? Esqueça

A relação médico/paciente nas redes sociais tem caráter educacional e informativo, nada além disso. Consultas, diagnósticos e prescrições devem ser feitas única e exclusivamente no consultório. Qualquer uma dessas práticas no universo digital configura comunicação em massa, que foge às regras do Código.

Muito cuidado com o que você compartilha…

As redes sociais, como sabemos, é o espaço em que muitas pessoas desabafam, lamentam, reclamar sobre tudo o que as incomoda. Se você é um profissional de medicina e tem esse hábito, muito cuidado. Não se exponha, tampouco exponha seus pacientes. Assim, você estará sujeito a receber julgamentos nada agradáveis. Não manche a sua carreira. Pense bem antes de compartilhar um descontentamento, por exemplo.

Zele pela segurança de seus canais digitais

As redes sociais são ótimas por tudo o que proporcionam, sobretudo para quem recorre a elas para ter um canal de divulgação e de relacionamento profissional. Em alguns casos, no entanto, os perfis podem ficar muito vulneráveis. A segurança é algo indispensável e para fazer isso valer, é importante se cercar de alguns cuidados a fim de reduzir ou mesmo de zerar os problemas. Ninguém espera ver seus dados sigilosos expostos ou seus perfis nas mãos de pessoas de má fé. Isso pode ser um pesadelo na vida de uma pessoa. Sendo assim, a escolha de senhas verdadeiramente fortes é fundamental. É importante também manter ativos e atualizados os softwares, uma vez que são meios de garantir uma segurança extra aos perfis nas redes sociais. Não clicar em qualquer link de propaganda, mesmo os que parecem amigáveis, inofensivos, é outra dica que também afasta o risco de o perfil ser invadido por terceiros.

Prefira trocar experiências em espaços restritos

Outro cuidado que você deve ter é com relação à troca de experiências profissionais nas redes sociais. Tal cuidado é importante devido ao risco que esse tipo de exposição em canais de livre acesso pode representar. Prefira compartilhar suas experiências em grupos fechados e, se possível, em espaços profissionais específicos, a fim de aumentar ainda mais a sua proteção.

Suas interações nas redes sociais falam por você

Seus comentários, curtidas e compartilhamentos representam o que você pensa e quem o acompanha não necessariamente separa o seu lado pessoal do profissional. Se não quiser comprometer a sua carreira, analise muito bem antes de expôr ou compartilhar uma opinião nas redes.

Não faça de seu espaço virtual um canal publicitário

Cautela também com o que é publicado nas suas redes que é relacionado ao seu trabalho. Atente para o teor do conteúdo compartilhado e certifique-se de que trata-se de algo verdadeiro e que representa uma informação educativa, isto é, uma contribuição válida para o público que busca esse tipo de conteúdo. Nada além disso.

Estas e outras práticas ajudam a zelar pela boa imagem de médicos nas redes sociais. Adote-as. Não coloque a sua carreira em risco em função do que acontece nesses espaços virtuais. Não permita que elementos externos, de maneira alguma, prejudiquem o seu trabalho.

Comentários 0

Entre em sua conta para comentar.
Se você ainda não é nosso assinante, clique aqui e acesse um mês grátis!

Fique bem informado!
Receba nosso conteúdo e novidades em seu e-mail.