3 tipos de pacientes e como lidar com cada um deles

Por
3 tipos de pacientes e como lidar com cada um deles

Trabalhar na área da saúde implica em ser um profissional dinâmico, que saiba lidar com diferentes perfis de pacientes diariamente. Compreensão e paciência são apenas algumas das características que você precisa ter para que seus atendimentos sejam bem-sucedidos.

Muitas vezesvocê pode se deparar com um paciente questionador, que acha que sabe tudo e não hesita em fazer reclamações. Ou, então, atender um paciente muito fragilizado e inseguro. Em ambas as ocasiões, é importante ter jogo de cintura e utilizar todas as suas competências sociais para que o paciente receba o atendimento médico que espera.

A seguir, reunimos os três perfis de pacientes mais comuns e algumas dicas de como lidar com eles.

1 – Sabe tudo

Esse tipo de paciente é aquele que antes da consulta já fez diversas pesquisas sobre os sintomas e chega ao consultório expondo o que acha ou imagina que possa ter. Se o diagnóstico for diferente do que ele pesquisou, ele poderá sair à procura de outro médico.

Nessa situação, além de manter uma postura firme, é importante esclarecer com detalhes e segurança o quadro do paciente e a conduta de tratamento. Mas tome cuidado para não ter um comportamento arrogante.

2 – Fragilizado

Quando o assunto é doença, inevitavelmente diversas pessoas acabam ficando fragilizadas, e tudo o que esperam do médico é atenção e compaixão. Por esse motivo, sempre ouça atentamente o que o paciente tem a dizer e demonstre vontade em querer ajudá-lo.

3 – Contestador

Por último, o contestador é um tipo de paciente comum e difícil de lidar. Geralmente, ele costuma reclamar de diversos aspectos da consulta, como horário, preço, atendimento, etc.

Nesse caso, é importante ouvir com bastante calma o que o paciente tem a dizer e saber separar o que é relevante do que não é. Mantenha sempre uma postura amigável e peça desculpas quando a reclamação for válida.

Você já teve alguma situação incomum com algum paciente e conseguiu contorná-la? Compartilhe conosco a sua história.

Comentários 0

Entre em sua conta para comentar.
Se você ainda não é nosso assinante, clique aqui e acesse um mês grátis!

Fique bem informado!
Receba nosso conteúdo e novidades em seu e-mail.